terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Abdominal na água oferece resistência e intensidade maiores


Meio aquático proporciona resistência tridimensional ao corpo, tornando a atividade abdominal mais puxada.


Quem quer fugir do “convencional” encontra na hidroginástica uma atividade prazerosa, desafiadora e que é capaz de potencializar os resultados. Afinal, a resistência do meio aquático faz com que o abdominal embaixo da água se torne mais intenso do que fora dela, mas o praticante não sente da mesma forma.


Melhoria da capacidade cardiorrespiratória e a resistência muscular localizada

A hidroginástica é uma atividade física que tem por objetivo melhorar o condicionamento físico global sob aspectos cardio e neuromusculares. Estimular e treinar a musculatura abdominal é de extrema importância não só pelos aspectos estéticos, mas principalmente pelos funcionais.

Além de proporcionar prazer, a prática de exercícios no meio aquático beneficia pessoas que têm dificuldade em realizar movimentos fora da água, como obesos, hipertensos e pessoas com problemas articulares,  o meio líquido é um ambiente no qual podemos desenvolver e aumentar a melhora da aptidão física e vários são os estudos que comprovam que os programas de treinamento na água melhoram a capacidade cardiorrespiratória e a resistência muscular localizada.


Diferenças biomecânicas

O abdominal praticado dentro da água traz resultados potencializados, uma vez que todos os exercícios na água precisam vencer a turbulência do meio e, para isso, os músculos abdominais precisam estabilizar o corpo. Os exercícios em suspensão exigem esses músculos de forma muito mais intensa.

Dentro da água, sofremos com a instabilidade da posição horizontal devido à flutuabilidade, porém, “ao analisar o exercício abdominal na água, observa-se que o reto abdominal e o oblíquo externo – principais músculos envolvidos na flexão do tronco – demonstram uma ação eficiente quanto ao mesmo exercício em terra”.

A prática de hidro abdominal traz diversos benefícios ao corpo. Os músculos reto abdominal e oblíquos são fortalecidos, favorecendo a redução da compressão da coluna vertebral e a melhora da mecânica respiratória. A água ainda mantém a musculatura abdominal constantemente contraída, favorecendo o fortalecimento da região.


Intensidade e volume no abdominal na água

A professora da Reebok Sport Club ensina que o treino do abdômen é usado em todas as aulas, mas há estratégias nas quais o foco é o treinamento desses músculos e, aí, a aula toda é destinada aos exercícios isotônicos e isométricos, com métodos de treino variados desde a resistência até a força. A flutuabilidade, a forma e a área dos equipamentos usados e a velocidade de execução dos movimentos determinam ainda a resistência do treino abdominal dentro d’água.

Conhecer as peculiaridades do meio líquido e as mudanças fisiológicas e biomecânicas que ele promove no corpo é fundamental para poder prescrever e explorar os exercícios da melhor forma possível: nesse meio, forças hidrodinâmicas agem no sistema locomotor em diferentes condições de movimento. Por isso é essencial conhecer suas propriedades físicas, que destaca que a hidro abdominal requer maior atenção por parte do professor para checar se os alunos estão praticando corretamente o exercício. “Um dos maiores erros é trabalhar a flexão do quadril ao invés da flexão de tronco, principalmente quando os exercícios são realizados na posição deitada em flutuação (decúbito dorsal).”

Os alunos podem praticar a abdominal na água na posição horizontal, apoiados em acessórios flutuantes, e também na vertical com materiais que boiam e impõem uma força de cima para baixo.

Por Jornalismo Portal EF

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

PROJETO VERÃO por apenas 50 REAIS POR MÊS




APROVEITE A PROMOÇÃO DE 50 REAIS POR MÊS

A ginástica localizada é uma forma de exercício que consiste em uma variedade de movimentos simples, muitas vezes rítmicos, geralmente feitos sem o uso de equipamentos. Eles são destinados a aumentar a força e a flexibilidade corporal com movimentos como flexões e saltos usando apenas do peso do corpo.
Benefícios

Geralmente, uma aula de ginástica localizada dura cerca de uma hora, tempo suficiente para queimar por volta de 500 calorias, além de beneficiar o condicionamento cardiovascular, fortalecer os músculos, melhorar as habilidades psicomotoras, tais como agilidade, equilíbrio e coordenação, aumentar a capacidade cardiorrespiratória e proporcionar a boa forma. Trata-se de uma atividade que proporciona a quem pratica uma melhora na saúde, estética, beleza, autoestima, bem-estar e disposição.

Uma boa dica é evitar trabalhar o mesmo grupo muscular em dias seguidos, por exemplo, se você exercitou as pernas hoje não é bom realizar os mesmo exercícios no dia seguinte.

O ideal é realizar a aula de ginástica localizada em academias com turmas que tenham pelo menos umas 10 pessoas. Assim, você se sentirá mais motivado a praticar os exercícios, pois terá mais pessoas ao seu redor, o que deixa o ambiente cheio de energia.
Redução da Gordura Localizada

A gordura localizada é considerada uma vilã do corpo feminino, afinal, é bastante desagradável ter pneuzinhos em áreas como abdômen, costas e braços. O excesso de gordura, juntamente com os hormônios no corpo, faz com que haja a formação de depósitos de gordura em áreas específicas.

Nas mulheres, é bastante comum o acúmulo de gordura localizada na barriga e também nos quadris, o chamado culote. Já nos homens, esse excesso ocorre com maior facilidade no abdome, a chamada “barriguinha de chopp”.

O fato é que nem os homens e nem as mulheres que se preocupam com a sua aparência estão satisfeitos e buscam formas de amenizar esse problema. Pensando pela lógica, nada melhor do que exercitar a área do corpo em que a gordura está localizada. Entretanto, a eficiência da ginástica localizada para esse fim ainda causa divergências. O ideal é que você consulte um profissional, personal trainer ou preparador físico, da sua confiança para que ele indique o que é melhor para o seu caso.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O que torna uma pessoa mais magra ou mais gorda é a quantidade de exercícios físicos que ela faz.


Especialista em obesidade diz que querer emagrecer sem fazer atividades físicas não traz resultados. O artigo Balanço da Energia e Obesidade,publicado no American Heart Association Journal Circulation e escrito por Jim Hill, relata que restringir a quantidade de alimentos ingeridos não possibilita a perda de peso. Para Hill, o que torna uma pessoa mais magra ou mais gorda é a quantidade de exercícios físicos que ela faz. Segundo a endocrinologista Luciana Pechmann, do Centro de Diabetes Curitiba (CDC), o corpo precisa queimar as calorias adquiridas e, mesmo que a pessoa passe a comer menos, o que faz ela de fato perder peso é o esforço físico. “É necessário enfatizar que se alimentar menos apenas evitará um maior ganho de peso”, relata. Para a especialista, quem realmente busca o emagrecimento deve procurar desenvolver atividades físicas. “Estabelecer uma dieta sem a presença de exercícios é estar fadado a falhar”, comenta. No artigo,o especialista em obesidade Jim Hill nos convida a imaginar um esquema diferente, no qual estamos movendo muito mais nossos corpos a cada dia. Para ele, nosso corpo vai precisar de mais calorias para sustentar o esforço que a atividade física acrescentou. Então, quando nos exercitamos, o organismo passa a adquirir o hábito de queimar calorias mais rapidamente. Luciana Pechmann explica que, com maior esforço diário, a alimentação será ainda maior, pois o corpo necessita de mais calorias para serem absorvidas. "A atividade física faz mais do que queimar calorias. Ela coloca o corpo em um estágio em que ele vai trabalhar para você, não contra você", relata. A endocrinologista diz que é necessário que as pessoas tenham conhecimento na hora de optar por uma forma de emagrecer. “Aprender como funciona a perda de peso é imprescindível para ajudar as pessoas a entenderem o conceito de balanço energético, que é o equilíbrio entre as calorias consumidas e / ou calorias armazenadas. Entendendo esses pequenos conceitos e aplicando esta teoria no nosso dia a dia podemos ser de diversas formas", finaliza. 
Rosmeire Paixão -Personal Trainer e Coach da saúde.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

POR QUE PERSONAL TRAINER?


Existem inúmeras vantagens em fazer exercício orientado por Personal trainer. A primeira delas, ao contrário do que se divulga, não é inacessível e nem tão caro quanto se pensa. A atenção o tempo todo e a chance quase nula de se fazer exercício errado talvez seja o maior benefício. Tanto o cliente quanto o profissional não dá pra enrolar e por isso os resultados aparecem mais rápido. Num dia em que o sujeito está aborrecido, por exemplo, por ter tido um "dia de cão" com reuniões chatas, discussões ou mesmo desanimado, a hora do exercício funciona como uma válvula de escape onde o 
Personal consciente vai aliviar a carga, optar por alongamentos, relaxamento uma massagem ou mesmo ouvir as lamúrias do cliente. Para isso o Personal precisa ter feito vários cursos inclusive de atividades holísticas agregando valor à profissão. Além de se exercitar, o cliente precisa desabafar. O exercício estimula os neurotransmissores, o desabafo completa o processo. Nesse dia, nessas condições, certamente na academia o cliente não iria.
Quanto mais versátil e experiente for o profissional para ministrar e/ou prescrever as diversas versões da ginástica (step, local, jump, bola suíça, spining e etc.) e mais a musculação maior a garantia de sucesso para os dois.
Invariavelmente o Personal acaba virando uma espécie de confidente e a discrição é uma das muitas qualidades exigidas de um profissional qualificado. Com a relação tão próxima, o profissional tem sensibilidade e sabe que tipo de treinamento é mais adequado no dia. Se ele está bem a intensidade ou a carga aumentam, mais ou menos, a carga é moderada e se está mal alivia.

De um modo geral existem três tipos de serviço personalizado oferecido: na própria academia, na residência do cliente ou no estúdio do profissional.
Na academia o serviço caba saindo mais caro porque paga-se a hora do Personal e mais a mensalidade da academia. Além disso, nem todas as academias possuem áreas reservadas para esse serviço o que seria o ideal já que se trata de uma atenção diferenciada. Num horário movimentado acaba-se disputando aparelho com os clientes comuns e criando um clima ruim.
Na residência do cliente é preciso espaço com um mínimo de aparelhagem e acessórios para um trabalho eficiente. Dependendo do nível social alguns se dão ao luxo de possuir uma mini-academia em casa. Nesse caso o preço e o horário são negociáveis e pode ser bom para os dois lados.
No estúdio do profissional, se possuir os equipamentos e acessórios necessários, pode ser muito bom também com preço igualmente negociado. Funciona como consultório, com hora marcada. 

Não existe milagre
Na academia ou com Personal a disciplina e a mudança de hábito tem que existir. A empatia entre o profissional e o cliente é a peça chave do sucesso. As pessoas hoje estão mais conscientes e preocupadas com a saúde e sabem da importância da prevenção que incluem atitudes como fazer exames médicos periódicos, preocupar-se com a alimentação, abandonar vícios ruins, fazer atividade física regular e ter uma vida social equilibrada.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Aulas particulares de NATAÇÃO e HIDROGINÁSTICA - PERSONAL SWIM TRAINER

Aproveite a temporada de calor para iniciar um bom programa de boa forma em atividades aquáticas ou simplesmente aprenda a nadar. Não fique de fora enquanto os outros aproveitam sua piscina. 

Somente o profissional especializado na área pode ajudar você a alcançar seus resultados



São inúmeros os benefícios das atividades aquáticas, em diferentes faixas-etárias e respeitando melhoria em diversos níveis:

No que concerne ao aspecto físico, a possibilidade de realizar movimentos sem causar impacto às articulações e tendões, estimulação de toda a musculatura e manutenção do tônus muscular, efeitos benéficos sobre o sistema respiratório e cardiovascular, recuperação de enfermidades, entre outros.

Em relação ao aspecto psicológico, tendência à elevação da auto-estima, alívio dos níveis de stress, maior disposição p/ enfrentar as atividades cotidianas, entre outros.

No que tange ao aspecto social, é perceptível como há novas possibilidades de favorecimento das relações interpessoais e conseqüente aumento dos laços de amizade, interesse em compartilhar experiências e ideais, entre outros.

Tanto é verdade o discutido acima, que a orientação dada por diversos médicos, educadores físicos e fisioterapeutas é para que seus clientes optem pelos benefícios das atividades aquáticas como alternativa ao processo de recuperação de determinada enfermidade ou mesmo como forma de precaução aos diversos males.


O certo é que a água está em nosso corpo, na nossa vida e ocupa a maior parte de nosso planeta. Dentre outras inúmeras características do meio líquido, não menos importante seria sua relação com a Educação Física, haja vista a vasta quantidade de atividades que podem ser realizadas em tal ambiente líquido. 

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Para envelhecer com qualidade de vida funcional invista em exercícios corretos

É sempre melhor prevenir do que remediar

Entende-se por uma boa qualidade de vida, o indivíduo sentir-se apto para realizar qualquer atividade vida não encontrando limitações para suas tarefas. A relação entre atividade física, saúde, qualidade de vida e envelhecimento é cada vez mais analisada no meio científico. Atualmente, existe um consenso entre os profissionais da área de saúde: a atividade física é um fator determinante no processo de envelhecimento.
O treinamento de força faz parte de um programa global de exercícios físicos, resultando em aumento significativo nos ganhos de força, em benefícios musculares e ósseos. Com isso, o idoso consegue por mais tempo, manter-se apto a desenvolver suas atividades diárias.

Sarcopenia: O processo degenerativo do organismo acentua-se a partir dos 60 anos, trazendo como conseqüências, uma significante diminuição de massa muscular e da força. Dr. Willians Evans, nos anos de 1990, parece ter sido o primeiro a utilizar o termo sarcopenia, se referindo a uma diminuição da massa muscular a medida em que envelhecemos.
Acredita-se que, quando o peso corporal se mantém constante ao longo dos anos, é possível que algum grau de sarcopenia esteja ocorrendo, pois estudos tem evidenciado modificações na composição corporal (aumento da gordura corporal e redução da massa muscular). A força é uma componente importante para atividade diária do idoso. Através dela, o idoso consegue manter por mais tempo, suas capacidades funcionais, não perdendo sua autonomia.

Osteopenia e Osteoporose: O sedentarismo e o envelhecimento promovem, na saúde óssea, um declínio da densidade mineral óssea (DMO - quantidade máxima de tecido ósseo alcançado durante a vida) ou no conteúdo mineral total. A osteoporose, cujo significado é osso poroso, constitui uma doença esquelética sistêmica, caracterizada pela diminuição da densidade mineral óssea e sua deterioração, aumentando a fragilidade e susceptibilidade a fraturas.
Representa na atualidade, um dos maiores problemas da saúde pública, sendo uma das principais causas de fraturas em indivíduos da terceira idade e em mulheres pós-menopáusicas, provocando morte prematura, incapacidade física e grandes gastos médicos.

Os Exercícios Físicos tem papel fundamental não só na prevenção, como também no tratamento da osteoporose. Adultos que apresentam um melhor nível de condicionamento físico possuem DMO maior do que sedentários.

Acredita-se que o exercício físico proporciona aumento de DMO, assim como de massa muscular (hipertrofia), a partir de micro lesões "necessárias" provocadas pelo exercício.
A prevenção da osteoporose começa na infancia com uma nutrição adequada e atividade física regular, aumentando assim o pico de DMO e diminuindo a perda óssea.


BENEFÍCIOS DO TREINAMENTO DE FORÇA

Ao longo dos anos, tem-se estudado a respeito dos benefícios do treinamento para o ganho de força, que possui relação direta ao ganho ou manutenção da massa muscular. É importante mantermos a força conforme envelhecemos, porque ela é vital para a saúde. Seu pico está entre 20/30 anos e estabiliza ou diminui durante os 20 anos seguintes. Após 60 anos tanto homens quanto mulheres decrescem em força, sendo nas últimas, pior na ordem de 5% ao ano.
Estudos demonstram que, entre 60/70 anos, a força diminui em 15%, e após, em aproximadamente 30%.

Com o envelhecimento, a perda de força é maior em membros inferiores que superiores, e que, com o treinamento de força, esse ganho é maior em membros inferiores do que em membros superiores. Para comprovar o ganho de força, foram realizados testes em idosos e observou-se que em programas de treinamento de alta e baixa intensidade, houveram ganhos significativos de força. A capacidade para o aumento de força muscular está preservada em idosos. Esses resultados só foram obtidos através de testes em programas de treinamento de força de alta intensidade, por isso, para desenvolver um bom programa de treinamento de força para idosos, deve-se priorizar o individualizado, personalizado, para atender às variações da capacidade funcional do indivíduo respeitando suas condições de saúde.

O treinamento de força deve ser parte de um estilo de vida que desenvolva o condicionamento físico em caráter permanente. É necessário haver uma reavaliação contínua dos objetivos e do planejamento do programa para obter resultados ótimos. "Quando a intensidade do exercício é baixa, somente modestos incrementos na força são alcançados por sujeitos idosos".

É necessário no início do treinamento, usar intensidade mais baixa, mas, que esta seja capaz de promover adaptações no músculo. A escolha de equipamento correta para permitir a manipulação de cargas tão baixas exige muito cuidado. Deve ser incluído no programa pelo menos um exercício para os principais grupamentos musculares, tomando cuidado para que a amplitude correta do movimento possa ser alcançada e o indivíduo possa controlar com segurança a carga.

O fortalecimento muscular em idosos, em particular, destaca -se como uma das principais medidas terapêuticas e preventivas, o que pode levar à independencia e reintrodução do idoso na sociedade. Sendo assim, é fundamental o engajamento do idoso em um programa regular de exercícios físicos que englobe o treinamento de força. e principalmente estimular nossas crianças e adolescentes a praticar mais atividades físicas como uma forma de alcaçar a LONGEVIDADE com mais qualidade de vida.

Rosmeire Paixão - Personal Trainer - Professora de Educação Física CREF11382-G/SP

terça-feira, 12 de abril de 2016

Sabia que o exercício físico em grupo traz muitos benefícios?

Sozinho, de forma personalizada, ou em grupo, o que vale é exercitar-se

Um estudo da Universidade canadense de Western Ontario concluiu que, pessoas que se exercitam em grupo conseguem mais benefícios da atividade física.
A pesquisa envolveu quase cinco mil pessoas. Segundo os pesquisadores, aquele que se exercita em grupo tem mais chances de se manter fiel à atividade física.
Os pesquisadores acreditam que, pessoas que têm o mesmo objetivo de saúde e auto estima quando se reúnem conseguem estimular os colegas.
Os exercícios em grupo beneficiam as relações sociais e interpessoais, afastam a preguiça e propiciam a troca de informações, angústias e conquistas. E o investimento em Personal Trainer fica bem melhor para manter o pagamento. Informe-se

SERVIÇOS OFERECIDOS:

CONSULTORIA EM ATIVIDADE FISICA - Elaboração e acompanhamento de projetos que envolvam atividades físicas. Estruturação de programas de treinamento para melhora da saúde e qualidade de vida nas Empresas.

PERSONAL TRAINER - Aulas totalmente personalizadas nas cidades de Jundiaí, Louveira, Itupeva e região, condomínios ou academias.

PALESTRAS - Palestras em empresas sobre temas relacionados a exercícios físicos e saúde, alem de palestras a profissionais sobre exercícios físicos para grupos especiais.